Recém-formado em Direito? Veja carreiras que você pode seguir

Orientações para iniciar sua trajetória jurídica com sucesso.

explore opções de carreira para recém-formados em Direito, destacando caminhos profissionais possíveis e orientações para uma transição suave para o mercado de trabalho jurídico.

Cerca de 260 mil pessoas se matriculam anualmente em cursos de Direito em todo o Brasil. Depois de muito estudar, ler, fazer trabalhos e, enfim, se formar, eis que vem a questão: onde e com que trabalhar?
Hoje vamos tratar das carreiras que você, que se formará em Direito, poderá seguir.

Há dois caminhos iniciais para guiar sua carreira: o trajeto voltado ao setor público e o direcionado para os setores privados. Determinar esse caminho é o primeiro passo a ser tomado.

Carreiras no setor público
As carreiras oferecidas no setor público geralmente chamam mais a atenção, pois se trata de posições com estabilidade e com grandes ofertas salariais, como a carreira de juiz. Os juízes precisam ser aprovados em concursos públicos e ter no mínimo três anos de atuação jurídica, podendo trabalhar na magistratura estadual, federal, trabalhista ou militar. Os salários variam de R$ 24.818,71 (TJSP) a R$ 27.500,17 (Tribunais Regionais Federais e Justiça Militar).

Antes de chegar ao ápice da sua carreira como profissional de Direito, você pode passar por outras áreas da justiça, como a Advocacia da União. O profissional é responsável pela representação judicial e extrajudicial da União (todos os Poderes). Ele pode exercer funções de consultoria e assessoria jurídicas junto aos Órgãos do Poder Executivo da União e Ministérios. O salário inicial é de R$ 17.330,00.

Outra função importante no setor público é como Promotor de Justiça. Esse profissional, integrado ao Ministério Público, responde pela defesa da ordem jurídica, dos interesses da sociedade e do regime democrático. O Promotor de Justiça fiscaliza a aplicação das leis e defende o patrimônio público, atuando nas áreas civil e criminal. Antes de exercer a função, o candidato precisa ser aprovado em concurso de provas e títulos e comprovar ter, no mínimo, três anos de atividade jurídica. Salário inicial: R$ 24.818,00 (MP-SP).

Outra área igualmente importante para a justiça brasileira é a Defensoria Pública. O Defensor Público presta assistência jurídica gratuita a quem não tem condições de pagar por ela. Em geral, são atendidas pessoas com renda inferior a três salários mínimos. Além disso, é dever do Defensor Público promover os direitos humanos e defender os direitos coletivos dos necessitados. O salário inicial é de R$ 18.431,20 em São Paulo.

Para ser Delegado de Polícia, é necessário ser graduado em Direito. Responsável por presidir inquéritos policiais, o delegado coordena agentes e comanda toda a parte jurídica de uma investigação criminal. Este profissional atua em âmbito estadual, enquanto os delegados da Polícia Federal coordenam investigações de natureza federal. Salários iniciais: R$ 10.079,00 (Polícia Civil de São Paulo); R$ 16.830,85 (Polícia Federal).

Carreiras no setor privado
Existem muitas opções de carreira também no setor privado. Elas não se limitam às atuações em grandes empresas, multinacionais ou escritórios de advocacia. Abaixo apresentamos algumas opções de carreira alternativas:

Magistério: ministrando aulas aos estudantes de graduação ou pós-graduação em Direito ou em cursinhos preparatórios para o exame da OAB ou para concursos públicos. O docente pode ser especialista em qualquer área, como penal, cível, trabalhista, tributário, administrativo e outras.
Salário inicial: R$ 6.979,00 (USP) ou R$ 80,00 a hora/aula em cursinhos preparatórios.

Também é possível trabalhar no setor público sem necessariamente prestar concurso, como consultor legislativo. Esse profissional pode trabalhar no Senado, na Câmara dos Deputados, em Assembleias Legislativas ou em Câmaras de Vereadores, auxiliando os políticos na criação de projetos de lei ou de emendas constitucionais.
Salário inicial: R$ 29.099,23 no Senado e R$ 28.570,79 na Câmara Federal.

A diplomacia é uma carreira extremamente importante para o país, pois o diplomata deverá defendê-lo, representá-lo e negociar questões de interesse do país junto à comunidade internacional. Para trabalhar na área, o diplomata deve conhecer diversos assuntos, como direitos humanos, temas sociais, meio ambiente, educação, energia, paz e segurança, promoção comercial, economia, cooperação para desenvolvimento, promoção da cultura e cooperação educacional, entre outros. Esse profissional não precisa ser graduado em Direito, mas essa formação o ajuda a evoluir na carreira. Salário inicial: R$ 15.005,26.

Outra atuação possível é como advogado corporativo. Este é o profissional que presta assessoria jurídica às empresas, elaborando contratos sociais de acordo com as necessidades de gestão e também acompanha os processos cíveis, trabalhistas e tributários. Salário inicial: R$ 5.000,00.

E aí, se interessou por alguma carreira que apresentamos? Lembramos também que existem outras muitas opções de carreira a seguir na área de Direito.

Fonte: Formado em Direito? Veja 23 carreiras possíveis

Compartilhe agora!

{{ reviewsTotal }}{{ options.labels.singularReviewCountLabel }}
{{ reviewsTotal }}{{ options.labels.pluralReviewCountLabel }}
{{ options.labels.newReviewButton }}
{{ userData.canReview.message }}
Precisa de ajuda?