Geração de energia eólica no Brasil já equivale à produção da usina de Itaipu

Fonte de energia sustentável já atende 26 milhões de residências no País

explore a ascensão da geração de energia eólica no Brasil, destacando como essa fonte sustentável já alcançou a produção da icônica usina de Itaipu.

No Brasil, como se sabe, a produção de energia elétrica se baseia historicamente em dois tipos: a hidrelétrica e a termoelétrica. Essa segunda opção é utilizada somente em períodos de baixa da primeira citada.

Com a necessidade de diversificar a forma de produção de energia no Brasil e reduzir os impactos gerados ao meio ambiente, a energia eólica veio como uma opção mais sustentável. Mesmo não atingindo (ainda) índices altos de utilização no território nacional, essa fonte de energia no Brasil ultrapassou a Alemanha em expansão em 2014.

Em 2002, o governo brasileiro criou o Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa), com o objetivo de ampliar as fontes de energia que geram menos impactos ambientais, dentre elas a eólica, a solar e a geotérmica.

Mesmo com investimentos do governo e com grandes e diversas empresas apoiando a causa, a energia eólica ainda caminha a passos lentos. Porém, nas últimas semanas tivemos uma ótima notícia para o setor.

De acordo com a Associação Brasileira de Geração de Energia Eólica (Abeeólica), os 568 empreendimentos eólicos, localizados em 12 Estados brasileiros, ultrapassaram a geração de energia e atingiram 14 gigawatts (GW). Isso significa que cerca de 26 milhões de lares no Brasil já podem utilizar somente energia eólica.

Este dado é extremamente importante e positivo para o setor e seu crescimento. Com este número, a produção de energia eólica alcançou a geração de energia produzida na hidrelétrica binacional de Itaipu e já consegue atender cerca de 14% do Sistema Interligado Nacional (SIN), o sistema de produção e transmissão de energia elétrica do Brasil. A maior parte dos domicílios atendidos pela energia eólica fica na região Nordeste, e os estados que mais geram essa energia são Rio Grande do Norte, Bahia e Ceará.

As previsões são boas para os próximos anos: até 2024 mais 186 empreendimentos eólicos devem ser instalados no País, elevando a produção de energia em mais 4,46 gigawatts, totalizando 18,8 GW de energia gerada de forma sustentável.

Vai planeta!

Fontes:
» Energia eólica no Brasil
» Geração eólica supera 14 GW de potência no Brasil

Precisa de ajuda?