Dicas para iniciar sua graduação!

Curso superior: 7 dicas para você que ainda tem dúvidas

receba conselhos valiosos para começar sua jornada acadêmica com o pé direito. dicas para iniciar sua graduação

O Ensino Médio ficou para trás e chegou a tão sonhada hora de começar um curso superior. Mas é justamente neste momento que várias dúvidas podem surgir: por exemplo, você já sabe a faculdade que quer fazer? 

Neste post, preparamos 7 dicas para te ajudar a decidir qual o curso ideal para você, além de algumas práticas que podem te ajudar a tirar o melhor proveito do seu ingresso no ensino superior.

O que você vai ver neste post:

Boa leitura!

 

7 dicas para iniciar sua graduação

Como saber qual faculdade fazer? Essa é uma dúvida muito comum neste momento. Acompanhe nossas dicas e não se esqueça de tomar nota!

 

1. Tenha em mente as suas preferências e habilidades

Primeiramente, antes de tomar uma decisão sobre qual curso seguir, você deve fazer uma autoanálise e detectar  suas preferências e habilidades. Tenha em mente quais são os conhecimentos e competências que você já tem e os temas que você mais gosta.

Reflita sobre toda a sua trajetória educacional até agora e lembre-se bem das matérias em que você se sentia mais à vontade e conseguia as melhores notas.

De costume, nossas preferências sempre estarão relacionadas às nossas melhores aptidões. Você gostava das aulas de Matemática, Física e tudo relacionado a cálculos? Um curso de exatas pode ser ideal para você. Agora, se você sempre se sentia mais animado com as aulas de Português, História, Geografia ou idiomas, um curso de humanas parece ser a melhor opção nesse caso.

Por isso, é muito importante conhecer bem seus pontos fortes e quais características de cada curso estão mais alinhadas às suas habilidades e expectativas. Considere sempre seus talentos e as áreas que são mais familiares para você na hora de tomar uma decisão quanto ao seu curso superior.

Afinal, estamos falando de um investimento de alguns anos em você mesmo, e uma das decisões mais importantes do início da sua vida adulta. Então, faça valer a pena para você e escolha um curso que possibilite seu crescimento pessoal e profissional. 

 

2. Conheça o mercado de trabalho

Levar suas preferências em consideração é importante, mas entender a situação do mercado de trabalho atual também é indispensável. A sua escolha pode estar ligada ao seu gosto pessoal, sim, mas você também deve considerar a empregabilidade que aquele curso proporciona.

Sempre faça pesquisas sobre quais as áreas têm maior demanda de  profissionais qualificados e busque um curso que tenha um segmento relevante para essa  área. 

Busque saber informações mais específicas sobre a área em que você pretende atuar, como faixa salarial, quais serão as atribuições profissionais do seu dia a dia e onde estão as melhores oportunidades. 

Veja também:

 

3. Orientação profissional

Uma dica muito importante, assim que tiver em mente alguns dos cursos da sua preferência, converse com pessoas que já atuam na área. Assim, você pode descobrir mais detalhes sobre aquela profissão e ter uma perspectiva mais abrangente sobre qual curso seria o ideal para você.

Conversar com alunos dos cursos que você está considerando também é uma boa ideia, já que eles podem oferecer uma visão mais clara de quem ainda está ingressando naquele mercado. 

Pesquise na internet e converse com parentes e professores sobre essas dúvidas. Eles poderão te dar a orientação que você precisa para descobrir qual curso se encaixa em seu perfil e expectativas.

 

4. Não deixe de fazer testes vocacionais

Complementando  a nossa primeira dica e a dica anterior, para aqueles que ainda não sabem ao certo quais são as suas melhores aptidões e ainda precisam de um direcionamento quanto às suas escolhas, um teste vocacional pode ajudar muito.

Muitos desses testes estão disponíveis de forma gratuita na internet, mas eles também são oferecidos por várias instituições de ensino superior. Você também pode buscar o apoio do departamento pedagógico da escola ou de psicólogos. 

O suporte que você pode conseguir com a ajuda dos testes, da escola ou dos profissionais que citamos anteriormente pode te ajudar a compreender melhor quais seus talentos e, ainda, ser uma base para traçar seus planos de ingresso no ensino superior.

 

5. Conheça alguns dos cursos de cada área

Tendo em mente nossas dicas até agora, é indispensável que você também conheça as três áreas de conhecimento do ensino superior e quais cursos elas compreendem. Veja abaixo:

 

Biológicas

As biológicas compreendem os cursos de saúde, como Medicina, Enfermagem, Psicologia, Nutrição, Fisioterapia, Educação Física, Farmácia e Biologia. São cursos segmentados para o bem-estar e o cuidado humano.

 

Exatas

Os cursos de exatas são recheados de números, cálculos e exercícios de lógica. Os cursos vão de Matemática, Física e Química, assim como toda a área de Engenharia, com cursos como Engenharia Civil, Engenharia Mecânica, Engenharia Química e Engenharia de Produção,, além dos cursos relacionados à computação e o desenvolvimento de tecnologias, como Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Ciência da Computação, Tecnologia da Informação, dentre outros.

 

Humanas

Os cursos de humanas compreendem a área de conhecimento mais vasta entre os três. Aqui, as áreas são divididas em quatro categorias:

  • Administração;
  • Artes;
  • Ciências Sociais;
  • Comunicação.

Sendo que, entre essas quatro categorias, você dispõe das opções de cursos que vão desde:

  • Ciências Contábeis, Economia, Administração de Empresas, Gestão Pública e Turismo.
  • Moda, Artes Cênicas, Artes Visuais, Fotografia, Música e Dança.
  • Direito, História, Sociologia, Pedagogia, Letras e Filosofia.
  • Publicidade e Propaganda, Jornalismo, Relações Públicas e Rádio e TV.
 

6. Pense na sua carreira

Como já citamos nas dicas anteriores, algo que não pode ser deixado de lado na hora de começar seu curso superior é a empregabilidade da sua área de atuação futura. 

Portanto, optar por um curso que proporcione boas oportunidades para fazer um estágio durante a sua graduação é um fator que poderá influenciar positivamente  no seu currículo, tornando seu perfil mais competitivo e atraente para outras vagas que possam surgir e te preparando para o ingresso no mercado de trabalho como um profissional qualificado. 

Para chegar nesse patamar, é essencial ter dedicação e disciplina com seu curso, além de escolher estrategicamente a Instituição de ensino que fará parte da sua jornada educacional. 

Um corpo docente qualificado e infraestrutura necessária para o desenvolvimento de suas habilidades são pontos indispensáveis na hora de fazer a sua escolha.

Jamais se esqueça de que esse é um investimento feito em você mesmo e em seu futuro, portanto, tome suas decisões com cuidado e paciência. 

 

7. Conheça suas opções para ingressar na faculdade

Deixamos essa dica por último, mas ela é, sem dúvida, uma das que mais exigirão sua atenção. 

Um dos meios para começar a sua faculdade é o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que considera a nota do ENEM para determinar se você está apto para ingressar no curso da sua escolha.

Muitas faculdades privadas também consideram a nota do ENEM para avaliar os candidatos. No Unianchieta, você ainda pode garantir descontos com a sua nota do ENEM. Já o tradicional vestibular continua sendo aplicado por várias instituições, com provas elaboradas por elas mesmas. Você pode agendar um horário para fazer sua prova de maneira presencial ou online. 

Agora que você já sabe por onde começar, é hora de traçar seus objetivos, encontrar o curso ideal para você e arregaçar as mangas para começar seus estudos. Aproveite e confira nossa página de cursos, com certeza, você encontrará algo que se encaixe com seus talentos e sonhos.

Compartilhe agora!

{{ reviewsTotal }}{{ options.labels.singularReviewCountLabel }}
{{ reviewsTotal }}{{ options.labels.pluralReviewCountLabel }}
{{ options.labels.newReviewButton }}
{{ userData.canReview.message }}
Precisa de ajuda?